Educativo Trocando Ideias

Depressão: Um sinal de esperança

Especialistas conversam sobre a doença que atinge mais de 10% da população brasilera.

Segundo levantamento da Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 350 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem  de depressão, doença causada por uma alteração nos neurotransmissores responsáveis pela produção de hormônios, que nos dão a sensação de conforto, prazer e bem-estar. Número que representa 5% da população mundial. No programa Trocando Ideias de terça-feira, 13, a partir das 20h30, os especialistas convidados vão conversar sobre o assunto e esclarecer dúvidas dos internautas.

O cardiologista Dr. Roque Marcos Savioli, a psicóloga Elaine Ribeiro e a nutricionista Dra. Gisela Savioli vão participar da atração para debater sobre essa enfermidade crescente no mundo e nos dar dicas de como identificá-la e quando é hora de buscar tratamento médico e espiritual.

“A depressão, porém, pode não ser o fim do caminho! Surpreendentemente, é possível tratá-la como um sinal de esperança!”, exclama Dr. Roque Savioli, em seu livro sobre o assunto: ‘Depressão – Um sinal de esperança‘.

Depreção - Foto Arquivo CN

(Foto: Arquivo CN)

Classificada como “o mal do século”, a pessoa com depressão apresenta sintomas como desânimo, tristeza, insônia, pensamentos negativos, baixa autoestima, isolamento e falta de energia para trabalhar, estudar, sair e até mesmo para atividades simples, razões pelas quais quem sobre desse distúrbio tem mais chances de desenvolver doenças cardiovasculares.

Alguns fatores agravam ainda mais o problema, como o diagnóstico errado, a interrupção do tratamento e o desrespeito às recomendações médicas.

“A depressão também tem um componente espiritual, pois além de atingir nosso corpo e nosso psicológico, ela atinge nosso espírito também”, salienta Dr. Roque Marcos Savioli.

Outras leituras sobre o assunto:

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo