Jornalismo Transmissões Externas

Papa preside Santa Missa que marca o início da Quaresma

Papa Francisco realiza Santa Missa com a liturgia “estacional” no rito de bênção e de imposição das cinzas, marco no início da Quaresma.

Larissa Senne
Da Redação

Papa Francisco preside nesta quarta-feira, 18 de fevereiro, a celebração da Santa Missa com o rito da imposição das cinzas, fazendo a leitura da liturgia da Quarta-Feira de Cinzas, que marca o início da Quaresma para os católicos, 40 dias antes da Semana Santa e da Páscoa. A celebração será transmitida pela TV Canção Nova, ao vivo,  às 13h30, da Basílica de Santo Anselmo e Santa Sabina, em Roma.

Neste ano, a celebração terá a forma das “Estações” romanas, que começará com a liturgia “estacional” que seguirá uma procissão penitencial à Basílica de Santa Sabina.

Participarão da procissão cardeais, arcebispos, bispos, Monges Beneditinos de Santo Anselmo, os padres dominicanos de Santa Sabina e os fiéis. Ao término da procissão, na Basílica de Santa Sabina, o Santo Padre presidirá a Santa Missa com o rito de bênção e de imposição das cinzas.

Papa Fracisco durante a celebração do ano anterior (Foto: Reprodução)

Papa Fracisco durante a celebração do ano anterior (Foto: Reprodução)

O que significa a imposição das cinzas?

A celebração das cinzas é um rito para a abertura da Quaresma, tempo litúrgico específico em que os fiéis são convidados a se preparar bem, durante os 40 dias que antecedem a Semana Santa e a Páscoa do Senhor, praticando o jejum, oração e esmola. Esse período nos ajuda a recordar os 40 dias em que Jesus se refugiou no deserto em preparação para a sua Paixão, Morte e Ressurreição, quando foi tentado pelo demônio. Espelhando-se no Mestre, toda a Igreja é convidada a viver esse tempo particular em espírito de penitência, silêncio e oração. As cinzas simbolizam, portanto, esse tempo de penitência que todos  somos convidados a viver nesse período.

“Com seus apelos à conversão, a Quaresma, providencialmente, vem despertar-nos para sacudir-nos do torpor, do risco de avançar por inércia. A exortação que o Senhor nos faz, por meio do profeta Joel, é alta e clara: “Retornem para mim de todo o vosso coração” (Joel 2, 12). “ (Frase de Francisco, extraída da Homilia na Celebração Eucarística com a bênção e imposição das cinzas de 2014).

Leia mais para viver a Quaresma:

TV ao vivo

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo