Espiritualidade Sorrindo pra Vida

Três chaves para conhecermos as vontades de Deus

As três chaves nos permitem destrancar a porta que nos leva a conhecer as vontades e os propósitos de Deus

No ‘Sorrindo pra Vida’ desta terça-feira, 16 de maio de 2017, Alexandre Oliveira partilhou a Palavra de Deus para nos ensinar quais são as três chaves para conhecermos as vontades e os propósitos de Deus.

Leia a palavra de Gálatas 6,1-10:

“Irmãos, se alguém for surpreendido numa falta, vós, que sois animados pelo Espírito, admoestai-o em espírito de mansidão. E tem cuidado de ti mesmo, para que não caias também em tentação! Ajudai-vos uns aos outros a carregar os vossos fardos, e deste modo cumprireis a lei de Cristo. Quem pensa ser alguma coisa, não sendo nada, engana-se a si mesmo. Cada um examine o seu procedimento. Então poderá gloriar-se do que lhe pertence e não do que pertence a outro. Pois cada um deve carregar o seu próprio fardo. Aquele que recebe a catequese da palavra, reparta de todos os seus bens com aquele que o instrui. Não vos enganeis: de Deus não se zomba. O que o homem semeia, isso mesmo colherá. Quem semeia na carne, da carne colherá a corrupção; quem semeia no Espírito, do Espírito colherá a vida eterna. Não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo colheremos, se não relaxarmos. Por isso, enquanto temos tempo, façamos o bem a todos os homens, mas particularmente aos irmãos na fé.”

Imaginemos que estamos diante de uma porta imensa, e nós não conseguiremos abri-la sem três chaves. Essas chaves são diferentes entre si, e só conseguiremos destrancar a porta se tivermos as três.

A Palavra nos fala exatamente isso. Essa porta da qual ela fala, é lei de Cristo, a porta que, quando aberta, dá-nos acesso à vontade de Deus, que nos leva a cumprirmos o propósito que Ele tem para nossa vida.

Essas três chaves são como um espelho, uma cruz e um punhado de sementes. Deus nos dá essas chaves para que usamos todas elas e cheguemos a Ele.

A cruz que carregamos todos os dias para nós é um peso. A Palavra nos manda carregar os fardos, pois assim estaremos cumprindo a vontade do Senhor. Primeiro, o evangelista diz que temos de carregar o fardo dos irmãos; depois, ele diz que precisamos carregar nosso próprio fardo.

O apóstolo não está entrando em contradição. O primeiro fardo se refere a ajudar os outros a carregar as suas dificuldades. Já na segunda, essa carga se refere a nossa responsabilidade, aquilo que cabe apenas a nós fazermos.

Existem situações em nossa vida que são difíceis de lidar, nas quais, às vezes, precisamos da ajuda dos nossos irmãos. Temos de ter a humildade de pedir ajuda e a nobreza de oferecer-se para ajudar os irmãos.

Essa ajuda uns para com os outros nos leva a fazer uso de um punhado de sementes, pois, se fizermos o bem às pessoas, colheremos os frutos disso. Não podemos nos fechar numa ilha, ver o nosso sofrimento apenas, temos de olhar os outros e perceber as lutas que os irmãos enfrentam também.

Paulo nos pergunta o que temos semeado e onde semeamos. Temos de semear amor e gestos concretos, mas eles precisam ser semeados no Espírito, não na autossuficiência do nosso humano, no nosso egoísmo. Semear no Espírito Santo é sairmos de nós mesmos e irmos ao encontro do irmão.

Sabendo que somos essas sementes, entra o espelho para que examinemos a nós mesmos. Nós podemos enganar a todos, mas se enganarmos nós mesmos estamos perdidos. Temos de nos examinar para ter autoconhecimento, não apenas olhar para os nossos defeitos, mas nos conhecer nas nossas qualidades também, para que possamos usar as nossas virtudes.

Nunca poderemos semear no Espírito se não nos conhecermos; e se não nos conhecermos, não saberemos como ajudar a carregar o fardo do irmão, até onde conseguimos e quanto aguentamos. Tudo está interligado, o autoconhecimento não é autossuficiência. Temos de nos conhecer para amar mais, para semearmos mais.

Quando conseguimos caminhar nesses três sentidos – carregar a cruz, semear amor e olhar para nós mesmo e assumimos nossas próprias responsabilidades –, podemos ouvir a voz de Deus e cumprirmos Seus propósitos.

Alexandre Oliveira
Missionário da Comunidade Canção Nova

Transcrição e adaptação: João Paulo dos Santos

Assista aos programas:
Adquira o Canção Nova Play e assista aos programa da TV Canção Nova na íntegra. Ao adquirir, você ajudará a Canção Nova a manter todo seu Sistema de Comunicação. Acesse o site cancaonova.com/play!

Contamos com sua ajuda para que mais pessoas possam ser alcançadas pelo Evangelho. Seja também um sócio evangelizador e ingresse na missão de evangelizar! Acesse aqui!

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo