Espiritualidade Sorrindo pra Vida

Como ser perseverante em Deus?

Saiba como ser perseverante em Deus

Durante o programa ‘Sorrindo pra Vida’ desta quinta-feira, 8, às 8h, o missionário Dunga nos orientou como sermos perseverantes em Deus. O missionário baseou-se em Romanos 8,18-25.

Dunga ressaltou a importância de as pessoas viverem de acordo com os ensinamentos de Cristo, tendo como meta o Céu. Segundo ele, o trecho bíblico meditado na edição faz um convite para que cada um de nós se assuma como filhos de Deus.

“Você está sofrendo por algum motivo? Se está, essa palavra é para você! Penso que esse sofrimento pelo qual você está passando não tem proporção com a glória que há de ser revelada”, disse o missionário.

Conforme Dunga, a glória de Deus será revelada quando assumirmos a filiação divina, que só pode ser alcançada com a perseverança.

Como ser perseverante em Deus?

Assim como indica o trecho meditado, “ser perseverante é esperar aquilo que ainda não enxergamos”, revelou Dunga.

Adquira o programa!
Ao adquirir o programa desta quinta-feira, 8, na íntegra, você ajudará a TV Canção Nova a manter todo seu Sistema de Comunicação. Clique aqui!

Você pode ter acesso ao conteúdo completo da TV Canção Nova. Saiba mais sobre esse assunto e tenha também acesso a todos os programas da emissora! Acesse o site cancaonova.com/play!

Medite Romanos 8, 18-25:
“Considero que os nossos sofrimentos atuais não podem ser comparados com a glória que em nós será revelada. A natureza criada aguarda, com grande expectativa, que os filhos de Deus sejam revelados. Pois ela foi submetida à inutilidade, não pela sua própria escolha, mas por causa da vontade daquele que a sujeitou, na esperança de que a própria natureza criada será libertada da escravidão da decadência em que se encontra, recebendo a gloriosa liberdade dos filhos de Deus.
Sabemos que toda a natureza criada geme até agora, como em dores de parto. E não só isso, mas nós mesmos, que temos os primeiros frutos do Espírito, gememos interiormente, esperando ansiosamente nossa adoção como filhos, a redenção do nosso corpo. Pois nessa esperança fomos salvos. Mas esperança que se vê não é esperança. Quem espera por aquilo que está vendo?
Mas, se esperamos o que ainda não vemos, aguardamo-lo pacientemente.”

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo