Espiritualidade Sorrindo pra Vida

A graça de Deus nos ajuda a vencer o mal

A salvação para a vida eterna depende de nossos atos no momento presente

“Nosso tesouro e riqueza estão no Senhor.” Essa foi uma das frases de destaque ditas por Márcio Mendes durante o programa Sorrindo pra Vida desta sexta-feira, 7, às 8h. O missionário meditou o trecho de Isaías 59,1-2.16.

Conforme refletido pelo missionário, Deus sempre nos oferece ajuda e nunca nos abandona, mesmo diante dos erros cometidos. O pecado é uma fonte de doença em nossa vida, que nos priva de sentir o amor de Deus.

Quando mergulhamos no pecado e na culpa, sempre procuramos culpar algo ou alguém pela nossa falha.

Ao pecarmos, estamos tentando viver por nós mesmos, sem Deus.

A vida eterna

Se Deus está conosco, nada nos falta. Na salvação oferecida por Ele, encontramos apoio para viver diante das tribulações.

A nossa salvação não acontece apenas na morte, mas no momento presente. A salvação está próxima de nós, porque Deus permanece em nossa vida. Podemos até erra muito, mas o Senhor permanece conosco.

Sem a graça de Deus não vamos conseguir vencer o mal.
. :O combate pela coroa da salvação
.: Combate espiritual existe?

Transcrição e adaptação: Letícia Barbosa

Medite Isaías 59,1-2.16:

1. Não, não é a mão do Senhor que é incapaz de salvar, nem seu ouvido demasiado surdo para ouvir,
2. são vossos pecados que colocaram uma barreira entre vós e vosso Deus. Vossas faltas são o motivo pelo qual a Face se oculta para não vos ouvir,
3. porque vossas mãos estão manchadas de sangue e vossos dedos de crimes; vossos lábios proferem mentira, vossa língua entretém pérfidas conversas.
4. Pessoa alguma cita em justiça com razão, ninguém pleiteia de boa fé: apóiam-se sobre falsos argumentos, pretende-se aquilo que não é. Concebeu-se a intriga e gera-se o crime.
5. Chocam ovos de áspide, e tecem teias de aranha. Se se comem seus ovos, morre-se, se se quebra um, sai dele uma víbora;
6. suas teias não poderiam servir para roupa, não nos podemos cobrir com o que tecem. Fazem obras infamantes, entregam-se a atos de violência.
7. Seus pés correm para o mal: têm pressa de derramar o sangue inocente. Meditam projetos malignos, só se encontram sobre sua passagem estrago e ruínas;
8. o caminho da paz lhes é desconhecido, seguem atalhos tortuosos, onde aqueles que passam ignoram a felicidade.
9. Eis por que o direito permanece afastado de nós, e a justiça não vem a nós. Esperamos a luz, e eis as trevas; aguardamos o dia, e andamos na escuridão.
10. Vamos como cegos apalpando o muro, caminhamos às apalpadelas como aqueles que perderam a vista. Em pleno dia tropeçamos como ao crepúsculo, mergulhamos nas trevas como os mortos.
11. Rugimos todos como ursos, e gememos como pombas. Esperamos o direito, mas em vão, a salvação, mas ela permanece longe de nós,
12. porque nossas faltas são inúmeras perante vós, e nossos pecados dão testemunho contra nós; temos consciência de nossos crimes, e conhecemos nossas iniqüidades:
13. nós nos temos revoltado contra o Senhor e o temos renegado, nós nos afastamos de nosso Deus; só temos falado de opressão e de revolta, exalamos de nosso coração palavras mentirosas.
14. O direito é posto de lado, a justiça se mantém afastada, a boa fé tropeça na praça pública e não pode ali entrar a retidão.
15. Desaparecida a boa fé, fica despojado aquele que se abstém do mal. O Senhor viu com indignação que não havia mais justiça.
16. Viu que aí não existia pessoa alguma, e admirou-se de que ninguém interviesse. Então foi seu próprio braço que lhe veio em auxílio, e sua justiça que lhe serviu de apoio.

Assista aos programas:
Adquira o Canção Nova Play e assista aos programa da TV Canção Nova na íntegra. Ao adquirir, você ajudará a Canção Nova a manter todo seu Sistema de Comunicação. Acesse o site cancaonova.com/play!

Contamos com sua ajuda para que mais pessoas possam ser alcançadas pelo Evangelho. Seja também um sócio evangelizador e ingresse na missão de evangelizar! Acesse aqui!

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo