Espiritualidade Revolução Jesus

Tráfico Humano: um crime contra a dignidade humana

“Revolução Jesus” alerta a população sobre as armadilhas desse crime.

Propostas de emprego no exterior são um dos argumentos mais utilizados por aliciadores que traficam pessoas. A Organização das Nações Unidas (ONU) contabiliza que o tráfico humano movimenta anualmente 32 bilhões de dólares em todo o mundo e, desse valor, 85% provêm da exploração sexual. Grande parte das vítimas desse crime são jovens.

Para alertar sobre as formas de abordagem e sobre os perigos dessa prática, Adriano Gonçalves e Fernanda Soares vão receber padre Wagner Ferreira no programa “Revolução Jesus” desta quinta, a partir das 22h30.

Segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o tráfico de pessoas se configura quando a vítima é retirada de seu ambiente, de sua cidade e até de seu país e fica com a mobilidade reduzida, sem liberdade de sair da situação de exploração sexual ou laboral em que se encontra ou do confinamento para remoção de órgãos ou tecidos, entre outros. Essa mobilidade reduzida é caracterizada por ameaças à pessoa e, em alguns casos, aos familiares, pela retenção de seus documentos, entre outras formas de violência e restrição do direito de ir e vir.

O número de telefone para denunciar é 100!

tráfico humano

Foto: Wesley Almeida/ cancaonova.com

Recomendações:

Dicas importantes para não se tornar vítima desse crime:

– Desconfie de ofertas de ganho de grandes somas de dinheiro e de trabalho fácil.
– Busque informações sobre a empresa contratante, procure auxílio da área jurídica especializada.
– Evite tirar cópias dos documentos pessoais e deixá-las em mãos de parentes ou amigos.
– Sempre deixe endereço, telefone ou algum tipo de localização da cidade para onde está viajando aos familiares e amigos.
– Ao viajar, leve endereços e contatos de consulados brasileiros, ONGs e autoridades da região.
– Comunique-se com familiares e amigos com frequência.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo