Espiritualidade PHN

Colombiano testemunha conversão ao catolicismo

Dunga conversa com colombiano que testemunha história de conversão ao catolicismo e libertação das drogas

No programa “PHN” desta terça-feira, 24, às 22h30, o missionário Dunga conversou com o colombiano Maurício Duran sobre seu testemunho de conversão ao catolicismo e libertação das drogas.

O convidado contará sua história de vida após sair do país de origem com os irmãos em direção ao Brasil para estudar. Durante os primeiros anos em terras brasileiras, Maurício estudou e formou-se em odontologia. A falta da família fez com que ele deixasse os irmãos para viver nas ruas e usar drogas. Durante esse tempo, Maurício enxergava Deus como um ser carrasco.

Desamparado, foi acolhido por um evangélico que o apresentou a face de um Deus de amor e misericórdia. Após essa experiência, tornou-se evangélico.

Tempos mais tarde, Maurício descobriu que um dos irmãos estava com câncer no cérebro. Após essa notícia, percebeu que estava distante do irmão.

Para se aproximar do irmão, ele começou a participar de um grupo de oração na Igreja Católica a convite do mesmo. No início, ainda tinha preconceito com os católicos, mas depois de participar de um encontro chamado “Queremos Deus”, no Estádio de Futebol Presidente Vargas, em que monsenhor Jonas Abib estava presente, sentiu-se tocado com a oração do padre e fez uma experiência profunda com Maria convertendo-se ao catolicismo.

Seu irmão faleceu e cumpriu a missão de levar Maurício para a Igreja católica.

Um fato importante da vida de Maurício Duran é que ele e sua esposa não podiam ter filhos. Através da intercessão de Nossa Senhora, a sua esposa engravidou a primeira vez de quadrigêmeos, mas nasceram duas. Tempos depois, o casal teve mais dois filhos.

Mauricio e sua família

Mauricio e sua família – Foto: Arquivo pessoal

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo