Jornalismo Manhã Viva

Muito antes de eu ser apresentadora, sou missionária

Veja a entrevista exclusiva cedida pela apresentadora do programa ‘Manhã Viva’, Dircilene Duarte, ao site da TV Canção Nova. Num bate-papo descontraído, ela falou um pouco da sua vida, da sua missão no programa e alguns momentos marcantes diante da TV. Sem perder a humildade e a simpatia, Dircilene transmitiu seus valores e sua principal missão: evangelizar.

Muito antes de eu ser apresentadora sou missionária

‘Muito antes de eu ser apresentadora sou missionária”, disse.

TV Canção Nova: Como você iniciou a sua vida missionária?

Dircilene Duarte: Eu participei de um encontro no Rebanhão, na cidade de Cruzeiro (SP), em 1993. Na época, fiquei apaixonada pelo monsenhor Jonas Abib, pois ele trazia essa força de evangelização que contagiou a mim e a muitos outros. Logo depois disso, entrei para a Canção Nova. Foi em 1995. Aqui estou até hoje, graças a Deus!

TVCN: Há quanto tempo você atua no programa ‘Manhã Viva’? O que esse trabalho significa para você?

D.D.: A minha relação com o ‘Manhã Viva’ é bem antiga. Já fui diretora, produtora, apresentei-o por um tempo e, depois, eu o assumi de vez. Faz, mais ou menos, três anos que estou à frente do programa. Para mim é muito significante, porque, muito antes de ser apresentadora, sou missionária. O ‘Manhã Viva’ é uma oportunidade que eu tenho para chegar em muitos lares, a muitos corações para anunciar que Jesus é nosso Senhor. Isso para mim faz uma diferença incrível! O que eu espero é transmitir, todos os dias, para as pessoas que há uma esperança diante daquilo que elas estão vivendo e, independente da situação, Deus pode fazer da vida delas sempre uma manhã viva.

Ouça, na íntegra, a entrevista com Dircilene Duarte.

TVCN: Como você observa a contribuição do programa para os telespectadores?

D.D.: Com os testemunhos que chegam até nós, eu percebo que temos chegado até eles e os evangelizado, e essa é a missão da Canção Nova. Eu acredito que o ‘Manhã Viva’ tem essa missão de trazer o novo para a vida das pessoas. Além da evangelização, temos um momento de formação por meio dos temas que trazemos, a informação e os trabalhos manuais. Muitas pessoas nos escrevem dizendo que aprenderam a fazer um artesanato e, hoje, isso é uma possibilidade de renda extra na casa delas. Tem também o quadro de culinária, e as pessoas também comentam que aprenderam a cozinhar ou a fazer um prato diferente pelas receitas da Canção Nova; até mesmo salgados e doces os ajudam na renda familiar.

TVCN: Qual o objetivo do programa?

D.D.: O objetivo principal sempre é a evangelização. O ‘Manhã Viva’ é um programa que fala com os brasileiros. Tem um formato de bastante audiência nas outras emissoras, com informação e entretenimento. No entanto, o nosso objetivo é sempre levar uma mensagem de esperança, independente daquilo que estamos falando. É claro que o objetivo central é a evangelização, mas nós falamos de valores também. Quantos valores são perdidos, na sociedade de hoje, mas nós conseguimos, por meio de um tema, falar sobre eles, mostrar que é diferente! A Igreja pensa assim, a Palavra de Deus nos conduz assim. Tenham mais atenção, mais cuidado…Nós temos essa meta de também orientar os cristãos a se defenderem diante de todo mal que é infiltrado na nossa casa por meio das mídias. Temos também um momento de oração, mas eu acredito que falamos de Deus também quando ensinamos uma receita que pode alegrar o coração do esposo ou dos filhos. Falamos d’Ele quando dizemos que é possível sair da depressão, porque Ele está à frente. Em tudo nós evangelizamos.

TVCN: Qual a inspiração que você encontra para apresentar o programa todos os dias?

D.D.: Deus. Ele é minha inspiração sempre. Antes de começar o programa, eu sempre pergunto para Ele: “O que o Senhor quer falar hoje? A quem o Senhor quer atingir no dia de hoje?” Use-me como Seu instrumento. Essa é a minha oração de todos os dias. O Senhor será minha fonte sempre, tanto que, antes de eu ir para o programa, sempre dou uma passada na capela e, diante do Santíssimo, sempre tento recorrer a alguma passagem bíblica para que Ele possa atingir o coração de alguém.

TVCN: Qual programa marcou a sua vida?

D.D.: Vários programas marcaram a minha vida. Como é gratificante estar com pessoas tão lindas que passaram pelo ‘Manhã Viva’ durante esse tempo! É difícil escolher um programa, porque são tantas coisas que eu pude aprender com elas. Mas se eu tenho de falar sobre algum deles, eu me lembro, com muita gratidão, de um que o Brasil inteiro acompanhou: a fatalidade na vida do senhor Bento, de Cunha (SP). Ele perdeu as duas filhas assassinadas e o caso repercutiu por toda mídia. Ele esteve no programa para conversar com a gente sobre superação e eu fiquei muito emocionada, quase não consegui fazer a entrevista por vê-lo testemunhando que havia perdoado o assassino e não guardava mágoas. Eu fiquei muito tocada com aquilo, porque é muito forte. Aquele senhor estava falando das próprias filhas que perderam a vida, e, hoje, ele lida com a saudade, com a falta, mas sem rancor. Isso pra mim foi muito marcante. Eu saí daquele programa fazendo uma reflexão de vida e pensando: “Meu Deus, por muito pouco eu me chateio, fico magoada e, diante desse homem, diante desse testemunho, o que são as minhas dores? Foi um programa que me levou a uma reflexão profunda de vida.

TVCN: Como você faz para conciliar o trabalho com a vida pessoal e familiar?

D.D.: É uma luta todo dia, mas é muito agradável, porque eu acredito que sou missionária em casa, no trabalho; e isso nós vamos dosando. Minhas filhas entendem que eu estou trabalhando e evangelizando; meu marido também, e nós vamos vivendo assim, conciliando as coisas. Eu acho legal quando a família entende que o nosso processo de trabalho é a evangelização, porque isso dá mais sabor. Todos sabem que temos um objetivo maior. Não que os outros trabalhos não tenham, mas, quando você traz no coração esse desejo de evangelizar, as coisas ficam mais fáceis, porque você sabe que está doando seu tempo, doando sua vida por um bem maior que é o Evangelho.

TVCN:Quem é Dircilene Duarte?

D.D.: Eu sou muito comunicativa, tenho a maior facilidade de conversar, de estar com as pessoas. Eu amo conhecer pessoas novas! Sou feliz, sou encantada pela vida e, acima de tudo, trago um desejo muito grande no meu coração de evangelizar e falar de Deus. É isso que me move, é isso que me faz ser mais feliz, é isso que me realiza. Levar Deus às pessoas… Eu acho que essa sou eu.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo