Jornalismo Igreja no Brasil

Dom Sérgio Braschi fala da missão CNBB no Haiti

Há cinco anos no Haiti, a CNBB procura resgatar a dignidade da população devastada pelo terremoto de 2010.

No programa “Igreja no Brasil” na edição de domingo, 5, Paulo Giraldi, apresentador da atração, entrevistou o bispo de Ponta Grossa (PR) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Sérgio Braschi, para falar sobre a missão da CNBB no Haiti após o terremoto ter atingido o país em 2010.

Decorridos cinco anos da maior tragédia do país caribenho nos últimos 200 anos, a entrevista buscou mostrar ao telespectador como vive a sociedade haitiana na atualidade, como estão as famílias nas regiões que foram devastadas pelo sismo e como tem sido o processo de reconstrução das cidades e da dignidade dessas pessoas.

O projeto é uma parceria entre a Igreja do Haiti, a CNBB e a Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), cujo início se deu em janeiro de 2010, logo após o tremor de terra ter devastado o país, deixando mais de 230 mil pessoas mortas, 300 mil feridos e um milhão e meio de desabrigados.

Dom Sérgio Braschi ressalta a importância da presença missionária no convívio com os haitianos, afirmando que “no primeiro momento foi um socorro emergencial, mas continua sendo muito necessária a presença da nossa Igreja no Brasil, solidária com o povo do Haiti. Não só na construção material das casas, mas, sobretudo, no resgate da autoestima, da parte humana de muitas que ficaram totalmente traumatizadas naquele momento do terremoto”.

Leia também:

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo