Espiritualidade A Bíblia no meu Dia a Dia

A Bíblia no meu dia a dia - Marcos 6, 1-29 - 11/03/2016

Faça a reflexão da Palavra de Marcos 6, 1-29.

A apresentadora Rogerinha do programa ‘A Bíblia no meu dia a dia’ refletiu o trecho bíblico de Marcos 6, 1-29 no dia 11 de março de 2016.

Adquira o programa!
Você pode ter acesso ao conteúdo completo da TV Canção Nova. Acesse cancaonova.com/play!

Ajuda a Canção Nova na missão de evangelizar e transmitir a Boa Nova aos lares de pessoas do mundo inteiro! Seja um sócio evangelizador e ingresse nessa missão também!

Faça a reflexão da Palavra de Marcos 6, 1-29.

1.Princípio da boa nova de Jesus Cristo, Filho de Deus. Conforme está escrito no profeta Isaías:

2.Eis que envio o meu anjo diante de ti: ele preparará o teu caminho.

3.Uma voz clama no deserto: Traçai o caminho do Senhor, aplanai as suas veredas (Mal 3,1; Is 40,3).

4.João Batista apareceu no deserto e pregava um batismo de conversão para a remissão dos pecados.

5.E saíam para ir ter com ele toda a Judéia, toda Jerusalém, e eram batizados por ele no rio Jordão, confessando os seus pecados.

6.João andava vestido de pêlo de camelo e trazia um cinto de couro em volta dos rins, e alimentava-se de gafanhotos e mel silvestre.

7.Ele pôs-se a proclamar: “Depois de mim vem outro mais poderoso do que eu, ante o qual não sou digno de me prostrar para desatar-lhe a correia do calçado.

8.Eu vos batizei com água; ele, porém, vos batizará no Espírito Santo.”

9.Ora, naqueles dias veio Jesus de Nazaré, da Galiléia, e foi batizado por João no Jordão.

10.No momento em que Jesus saía da água, João viu os céus abertos e descer o Espírito em forma de pomba sobre ele.

11.E ouviu-se dos céus uma voz: “Tu és o meu Filho muito amado; em ti ponho minha afeição.”

12.E logo o Espírito o impeliu para o deserto.

13.Aí esteve quarenta dias. Foi tentado pelo demônio e esteve em companhia dos animais selvagens. E os anjos o serviam.

14.Depois que João foi preso, Jesus dirigiu-se para a Galiléia. Pregava o Evangelho de Deus, e dizia:

15.“Completou-se o tempo e o Reino de Deus está próximo; fazei penitência e crede no Evangelho.”

16.Passando ao longo do mar da Galiléia, viu Simão e André, seu irmão, que lançavam as redes ao mar, pois eram pescadores.

17.Jesus disse-lhes: “Vinde após mim; eu vos farei pescadores de homens.”

18.Eles, no mesmo instante, deixaram as redes e seguiram-no.

19.Uns poucos passos mais adiante, viu Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, que estavam numa barca, consertando as redes. E chamou-os logo.

20.Eles deixaram na barca seu pai Zebedeu com os empregados e o seguiram.

21.Dirigiram-se para Cafarnaum. E já no dia de sábado, Jesus entrou na sinagoga e pôs-se a ensinar.

22.Maravilhavam-se da sua doutrina, porque os ensinava como quem tem autoridade e não como os escribas.

23.Ora, na sinagoga deles achava-se um homem possesso de um espírito imundo, que gritou:

24.“Que tens tu conosco, Jesus de Nazaré? Vieste perder-nos? Sei quem és: o Santo de Deus!

25.Mas Jesus intimou-o, dizendo: “Cala-te, sai deste homem!”

26.O espírito imundo agitou-o violentamente e, dando um grande grito, saiu.

27.Ficaram todos tão admirados, que perguntavam uns aos outros: “Que é isto? Eis um ensinamento novo, e feito com autoridade; além disso, ele manda até nos espíritos imundos e lhe obedecem!”

28.A sua fama divulgou-se logo por todos os arredores da Galiléia.

29.Assim que saíram da sinagoga, dirigiram-se com Tiago e João à casa de Simão e André.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo