Espiritualidade A Bíblia no meu Dia a Dia

A Bíblia no meu dia a dia - Lucas 23, 26-56 - 07/10/2016

Faça a reflexão da Palavra de Lucas 23, 26-56

No programa ‘A Bíblia no meu dia a dia’ desta sexta-feira, 07 de outubro, foi refletida a Palavra de Lucas 23, 26-56 pela missionária Vera Lúcia Reis.

Confira a o vídeo abaixo:

Adquira o programa!
Você pode ter acesso ao conteúdo completo da TV Canção Nova. Acesse cancaonova.com/play!

Ajuda a Canção Nova na missão de evangelizar e transmitir a Boa Nova aos lares de pessoas do mundo inteiro! Seja um sócio evangelizador e ingresse nessa missão também!

Faça a reflexão da Palavra de Lucas 23, 26-56

26.Enquanto o conduziam, detiveram um certo Simão de Cirene, que voltava do campo, e impuseram-lhe a cruz para que a carregasse atrás de Jesus.

27.Seguia-o uma grande multidão de povo e de mulheres, que batiam no peito e o lamentavam.

28.Voltando-se para elas, Jesus disse: Filhas de Jerusalém, não choreis sobre mim, mas chorai sobre vós mesmas e sobre vossos filhos.

29.Porque virão dias em que se dirá: Felizes as estéreis, os ventres que não geraram e os peitos que não amamentaram!

30.Então dirão aos montes: Caí sobre nós! E aos outeiros: Cobri-nos!

31.Porque, se eles fazem isto ao lenho verde, que acontecerá ao seco?

32.Eram conduzidos ao mesmo tempo dois malfeitores para serem mortos com Jesus.

33.Chegados que foram ao lugar chamado Calvário, ali o crucificaram, como também os ladrões, um à direita e outro à esquerda.

34.E Jesus dizia: Pai, perdoa-lhes; porque não sabem o que fazem. Eles dividiram as suas vestes e as sortearam.

35.A multidão conservava-se lá e observava. Os príncipes dos sacerdotes escarneciam de Jesus, dizendo: Salvou a outros, que se salve a si próprio, se é o Cristo, o escolhido de Deus!

36.Do mesmo modo zombavam dele os soldados. Aproximavam-se dele, ofereciam-lhe vinagre e diziam:

37.Se és o rei dos judeus, salva-te a ti mesmo.

38.Por cima de sua cabeça pendia esta inscrição: Este é o rei dos judeus.

39.Um dos malfeitores, ali crucificados, blasfemava contra ele: Se és o Cristo, salva-te a ti mesmo e salva-nos a nós!

40.Mas o outro o repreendeu: Nem sequer temes a Deus, tu que sofres no mesmo suplício?

41.Para nós isto é justo: recebemos o que mereceram os nossos crimes, mas este não fez mal algum.

42.E acrescentou: Jesus, lembra-te de mim, quando tiveres entrado no teu Reino!

43.Jesus respondeu-lhe: Em verdade te digo: hoje estarás comigo no paraíso.

44.Era quase à hora sexta e em toda a terra houve trevas até a hora nona.

45.Escureceu-se o sol e o véu do templo rasgou-se pelo meio.

46.Jesus deu então um grande brado e disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, dizendo isso, expirou.

47.Vendo o centurião o que acontecia, deu glória a Deus e disse: Na verdade, este homem era um justo.

48.E toda a multidão dos que assistiam a este espetáculo e viam o que se passava, voltou batendo no peito.

49.Os amigos de Jesus, como também as mulheres que o tinham seguido desde a Galiléia, conservavam-se a certa distância, e observavam estas coisas.

50.Havia um homem, por nome José, membro do conselho, homem reto e justo.

51.Ele não havia concordado com a decisão dos outros nem com os atos deles. Originário de Arimatéia, cidade da Judéia, esperava ele o Reino de Deus.

52.Foi ter com Pilatos e lhe pediu o corpo de Jesus.

53.Ele o desceu da cruz, envolveu-o num pano de linho e colocou-o num sepulcro, escavado na rocha, onde ainda ninguém havia sido depositado.

54.Era o dia da Preparação e já ia principiar o sábado.

55.As mulheres, que tinham vindo com Jesus da Galiléia, acompanharam José. Elas viram o túmulo e o modo como o corpo de Jesus ali fora depositado.

56.Elas voltaram e prepararam aromas e bálsamos. No dia de sábado, observaram o preceito do repouso.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo