Educativo Trocando Ideias

Como manter um bom relacionamento familiar

Sacerdote, psicóloga e pai falam sobre o bom convívio familiar. 

Uma das dificuldades encontradas e relatadas por muitas famílias é a existência de divergências no relacionamento entre os membros da família. E este foi o assunto abordado no programa  “Trocando Ideias” desta última terça-feira, 13. A atração dedicou-se em refletir a sacralidade do ambiente familiar e o relacionamento entre os pertencentes do núcleo familiar.

Com apresentação de padre Roger Araújo, a atração recebeu o padre da Diocese de Taubaté (SP) e fundador da Comunidade Sede Santos, Márlon Múcio; o membro do movimento Equipes de Nossa Senhora André Flávio e a psicóloga Juliana Albuquerque.

 

Conheça os convidados:

Padre Márlon Múcio – O sacerdote é autor de um livro sobre o tema: “Deus, os meus são teus! Oração pelas famílias”, que, além das orações, traz mandamentos para construir as famílias, para o casal, para educar os filhos e ter paz na família.

O sacerdote fundou a Comunidade Missão Sede Santos (MSS) em 2002. Coordena várias obras e projetos sociais, como a Casa João Paulo II, onde também funcionam o Centro de Espiritualidade Carismático e a Obra da Adoração Perpétua ao Santíssimo Sacramento.

André Flávio – Participa da Renovação Carismática Católica (RCC) e também pertence ao movimento Equipes de Nossa Senhora. É compositor e realiza trabalhos musicais na Igreja desde os 12 anos de idade. É casado e pai e seu ministério é dedicado às famílias nas pastorais e grupos em que atua.

Juliana Albuquerque – Especialista em Gestão de Pessoas, é executive coach pela Sociedade Brasileira de Coaching. Possui nove anos de experiência em consultoria em Recursos Humanos. É proprietária da 5D Coaching, empresa especializada em coaching para executivos. Atua também como coordenadora da extensão universitária da Faculdade Canção Nova, além de ser docente na instituição. Foi catequista por sete anos e coordenou a Pastoral da Juventude na Paróquia de Nossa Senhora Aparecida por quatro anos e também já atuou na Pastoral Vocacional.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo