Jornalismo Transmissões Externas

Papa Francisco preside Missa pela canonização de José de Anchieta

Santo Padre preside Celebração Eucarística em ação de graças pelo novo santo da Igreja de Cristo.

O Papa Francisco comparecerá no dia 24 de abril, quinta-feira, à igreja de Santo Inácio de Loyola, em Roma, para presidir a celebração da Santa Missa em ação de graças pela canonização do ‘Apóstolo do Brasil’, São José de Anchieta. A TV Canção Nova vai exibir este momento a partir das 12h55 (horário de Brasília) em sua programação durante a Quinta-feira de Adoração.

O sacerdote jesuíta, fortemente ligado à evangelização do povo brasileiro e à fundação da cidade de São Paulo, foi proclamado santo no dia 3 de abril por meio de um decreto papal. Em agradecimento ao Sumo Pontífice, o Bispo de Tenerife (Espanha), cidade natal do santo jesuíta, Dom Bernardo Álvarez, recordou que a canonização não é baseada em um milagre recente do beato, e que o decreto assinado pelo Santo Padre “reconhece as virtudes heroicas e a trajetória apostólica, missionária e humanizadora do Padre José de Anchieta”.

Durante a 52ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), no dia 4 de maio, será celebrada a Santa Missa em ação de graças pela canonização do beato, no Santuário Nacional de Aparecida, na cidade de Aparecida (SP).

TV ao vivo


Conheça um pouco da vida e missão de São José de Anchieta:

Padre Anchieta

Padre Anchieta se tornou o segundo santo a ter vínculos com o Brasil, pois, embora não tenha nascido em solo brasileiro, estaleceu-se aqui em missão até o fim de seus dias. A segunda santa que tem forte ligação com a nação brasileira é Santa Paulina, proclamada santa em 2002. Ela nasceu na Itália em 1865 e chegou ao Brasil em 1875, onde exerceu sua missão e permaneceu até sua morte em 1942. Frei Galvão, o único santo brasileiro, nasceu em Guaratinguetá (SP) em 1739 e foi proclamado Santo Antônio de Sant’Ana Galvão em 2007, quando o Papa Bento XVI veio ao Brasil para sua canonização.

José de Anchieta nasceu em 1534, na Espanha. Ingressou na Companhia de Jesus e, ao se tornar um padre jesuíta, veio para o Brasil, em 1553, como missionário. Em 1554, chegou à Capitania de São Vicente, onde, junto com o provincial do Brasil, padre Manoel da Nóbrega, fundou a cidade de São Paulo.

Ao longo dos anos, percorreu o litoral de Cananeia, no sul de São Paulo, até o Recife, no Pernambuco, para acompanhar as várias missões que os jesuítas tinham no Brasil. Durante sua trajetória, deu atenção especial aos pobres e doentes, aos grupos indígenas ameaçados pelos colonizadores e pelos primeiros brasileiros e aos negros escravizados. José de Anchieta morreu no dia 9 de junho de 1597, sendo reconhecido como o “Apóstolo do Brasil” por sua importante contribuição à formação humana e religiosa ao país.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo