Jornalismo Transmissões Externas

Madre Assunta, nova beata da Igreja

Cardeal Angelo Amato preside Santa Missa solene de beatificação de Madre Assunta.

Larissa Senne
Da Redação

Madre Assunta, nova beata da Igreja

Madre Assunta Marchetti

Neste sábado, 25, a Igreja ganha mais uma beata, Madre Assunta Marchetti, cofundadora da Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeu. A religiosa vai ser beatificada durante a celebração da Santa Missa solene presidida pelo prefeito da Congregação da Causa dos Santos, o Cardeal Angelo Amato, na Catedral da Sé em São Paulo (SP), a partir das 10 horas.

Os telespectadores podem acompanhar toda a celebração em honra à beata pela TV Canção Nova. O Cardeal Arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Scherer, está coordenado a cerimônia, que contará com a presença de bispos, sacerdotes, religiosos e diversos grupos de peregrinos de diferentes lugares do Brasil.

Após 26 anos do início do processo de beatificação, o Papa Francisco autorizou a celebração do Rito da Beatificação da Venerável Serva de Deus Madre Assunta Marchetti, pelo documento datado em 17 de dezembro de 2013, assinado pelo Cardeal Angelo Becciu e encaminhado à congregação.

Confira o programa ‘Além da Notícia’ com entrevistas especiais sobre a beatificação:

     

Amor ao próximo

Madre Assunta nasceu na Itália em 15 de agosto de 1871, em Lombrici, município de Camaiore. Foi na cidade de São Paulo que ela viveu grande parte de sua vida, dedicando-se a uma intensa ação caritativa voltada, sobretudo, aos imigrantes, aos doentes e às crianças órfãs ou em situação de abandono e pobreza.

“Atuou longamente no Orfanato Cristóvão Colombo da Vila Prudente, perto da igreja de São Carlos Borromeu. Com as companheiras e a mãe, consolidou a Congregação das Missionárias Scalabrinianas, que continuaram o seu ideal de dedicação aos migrantes e aos pobres. A Congregação hoje está presente em vários Estados do Brasil e também em outros países”, comenta Dom Odilo.

Em 1895, Madre Assunta chegou ao Brasil com a mãe e o irmão, o jovem padre José Marchetti, junto com algumas companheiras, que também nutriam o desejo missionário de acompanhar os imigrantes italianos no Brasil. Passou breves períodos no interior do Estado de São Paulo e no Rio Grande do Sul, antes de se estabelecer na capital paulista.

Fonte: CNBB
TV ao vivo

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo