Espiritualidade Sorrindo pra Vida

Toda tribulação é insignificante diante da glória de Deus

Márcio Mendes reflete sobre a força de Deus diante das crises da vida

A Palavra de Deus, meditada no programa “Sorrindo pra Vida” na manhã de segunda-feira, 5, está em II Coríntios 4. Com base nessa passagem bíblica o missionário Márcio Mendes destacou que não há motivos para desanimarmos em nossa vida aqui na terra se nós tivermos Deus conosco, pois Ele é a nossa força.

Como recordou o consagrado, durante toda nossa vida na terra passamos por tribulações distintas que nos enfraquecem e desanimam, e que muitas são as vezes em que erramos tentando acertar. E nos incentivou a não desanimarmos, pois, unidos a Deus, o coração se renova a cada dia. Enfatizando que sempre podemos contar com a força do Espírito Santo para nossa edificação.

“Esta tribulação momentânea se torna insignificante diante de tudo o que Deus já está fazendo dentro de você por meio dela”, ressalta o consagrado da Comunidade Canção Nova.

Márcio também afirmou que, depois de atravessarmos esse tempo de tribulação, o que nos fica são as experiências adquiridas. Salientando que tudo o que fizermos vai determinar o que nós cristãos almejamos: a nossa vida eterna, coisas que não são visíveis aos olhos, como o amor, a paciência, a perseverança, a coragem, integridade e a fé em Deus.

“Se você se une a Deus e permanece firme com Ele por meio da oração, da Eucaristia e do Evangelho, você está construindo de verdade a eternidade!”, acrescentou o consagrado.

A Palavra meditada, hoje, está em II Coríntios 4,16-18:

“É por isso que nós não perdemos a coragem. Pelo contrário: embora o nosso físico vá se desfazendo, o nosso homem interior vai se renovando a cada dia. Pois a nossa tribulação momentânea é leve, em relação ao peso extraordinário da glória eterna que ela nos prepara. Não procuramos as coisas visíveis, mas as invisíveis; porque as coisas visíveis duram apenas um momento, enquanto as invisíveis duram para sempre.”  

Assista a um trecho da reflexão:

Ouça a reflexão de Márcio Mendes completa:

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo