Espiritualidade Sorrindo pra Vida

Existe um limite para o perdão?

Padre João Marcos Polak reflete sobre as palavras de Jesus dirigidas aos apóstolos a respeito do perdão.

“Existe um limite para o perdão?”, questiona padre João Marcos Polak durante sua participação no programa “Sorrindo pra Vida” na manhã desta quarta-feira, 27 de maio, ao ler e meditar a passagem de São Mateus 18,21-22.35 sobre o ensinamento de Cristo a respeito do perdão e sobre como a decisão de perdoar cura.

“O perdão é difícil de viver, mas faz bem, principalmente, para a pessoa que perdoa”, ressalta o sacerdote sobre a decisão do perdão. Destacando que, ao ser praticado por amor a Jesus e desejo de seguir Seus caminhos na graça de Deus, ele nos liberta das amarras internas e nos deixa livres da mágoa, do ódio e do ressentimento.

O sacerdote da Canção Nova também afirma que Jesus nos ensina a perdoar sempre e que essa Palavra salva, restaura nossa vida e ilumina nosso caminho, por isso é dedicada aos cristãos para a cura interior e para nos ajudar a nos transformarmos em pessoas melhores.

:: Leia a transcrição completa

A Palavra meditada hoje está em São Mateus 18,21-22.35:

“Pedro dirigiu-se a Jesus perguntando: ‘Senhor, quantas vezes devo perdoar, se meu irmão pecar contra mim? Até sete vezes?’. Jesus respondeu: ‘Digo-te, não até sete vezes, mas até setenta vezes sete vezes. É assim que o meu Pai que está nos céus fará convosco, se cada um não perdoar de coração ao seu irmão’”.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo