Jornalismo Papo Aberto

Esperança de encontrar um filho desaparecido

Busca de pessoas desaparecidas e aposentadoria foram temas do programa.

Todas as segundas-feiras, a TV Canção Nova exibe o programa “Papo Aberto”, às 22 horas, apresentado por Márcio Mendes, que recebe diferentes convidados para debater sobre assuntos de interesse social, religioso e cultural. Nessa segunda-feira, 23 de junho,  a atração contou com a participação da palestrante Esther Guimarães, que falou sobre a aposentadoria, um novo período que se inicia na vida do homem e da mulher; e  de Ivanise Esperidião, presidente da ABCD – Mães da Sé, que falou sobre crianças e adolescentes desaparecidos.

Esther Guimarães destacou a diferença existente entre o homem e a mulher ao encararem a aposentadoria.

“A mulher a [aposentadoria] vê como um começo de ir atrás dos seus sonhos deixados no passado; ela se reinventa. O homem já é diferente, porque ele traz o sustento para o lar, por isso a aposentadoria nem sempre é fácil para ele; ele entende que está ferindo a sua dignidade”, salienta a palestrante.

A presidente da ABCD – Mães da Sé, Ivanise Esperidião, contou o motivo de ter criado essa associação de mães cujos filhos estão desaparecidos.

“Esse trabalho nasceu há 18 anos devido ao desaparecimento da minha filha. Ela desapareceu dia 23 de dezembro de 95, quando tinha 13 anos […]”, partilha Ivanise.

A convidada destacou que, em 18 anos de fundação, foram encontradas 3.937 pessoas com vida e 215 óbitos. E afirmou nunca ter perdido a esperança de encontrar a filha e que, a cada pessoa encontrada e entregue à mãe, sua esperança aumenta em 1.000%.

Bloco I:

Bloco II: 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo