Pentecostes: viver no Espírito Santo e cumprir a missão evangelizadora

Pentecostes: viver no Espírito Santo e cumprir a missão evangelizadora

Site resgata vídeos de pregações que celebram a vida no Espírito Santo.

Larissa Senne
Da Redação

Celebrada cinquenta dias após a Ressurreição de Cristo, a festa cristã de Pentecostes comemora o momento em que o Espírito Santo se manisfestou aos apóstolos. Para que todos façam a experiência de serem renovados em Cristo por meio do batismo no Espírito Santo, tornando-nos, cada vez mais, homens e mulheres novos para um mundo novo, a TV Canção Nova cumpre sua missão de evangelizar com vídeos que resgatam a vivência no Espírito Santo.

O Catecismo da Igreja Católica nos ensina: “No dia de Pentecostes, a Páscoa de Cristo completou-se com a efusão do Espírito Santo, que se manifestou, se deu e se comunicou como Pessoa divina: da Sua plenitude, Cristo Senhor derrama em profusão o Espírito” (CIC, n. 731).

Com a demonstração da força do Espírito Santo aos apóstolos, capacitou-os em anunciar ao mundo os ensinamento de Jesus Cristo, este dom havia-lhes libertado as energias mais profundas, empenhando-as no serviço da missão que lhes fora confiada pelo Redentor.

“O Espírito Santo é o dom, por excelência, de Cristo Ressuscitado aos seus Apóstolos, mas Ele quer que chegue a todos”, ressalta Papa Francisco na festa de Pentecostes de 2013.

Confira o vídeo em que monsenhor Jonas Abib fala sobre como “Viver em Pentecostes”:

A história:

Pentecostes era uma festa de grande alegria e ação de graças para os judeus por celebrar a colheita do trigo. Vinha gente de todas as partes: judeus saudosos que voltavam a Jerusalém, trazendo também pagãos amigos e prosélitos. Época em que também eram oferecidas as primícias das colheitas no templo. Era também chamada “festa das sete semanas” por ser comemorada sete semanas depois da festa da Páscoa, no quinquagésimo dia. Daí o nome Pentecostes, que significa “quinquagésimo dia”.

No primeiro Pentecostes após a morte de Jesus, o Espírito Santo desceu sobre a comunidade cristã de Jerusalém na forma de línguas de fogo e todos se encheram dessa força e começaram a falar em outras línguas. A Igreja se forma a partir deste momento, no qual torna aquelas pessoas seguidoras da Palavra de Deus com a missão de espalhá-las pelo mundo, evangelizando e conduzindo o caminho da conversão.

História Pentecostes

Dom Eduardo Benes, escreve assim sobre a missão do Espírito Santo:

‘Guiar a Igreja nos caminhos da história para que ela permaneça fiel ao Senhor e encontre sempre de novo os meios de anunciar eficazmente o Evangelho. E isso o Paráclito o faz assistindo os pastores, derramando Seus carismas sobre todo o povo e a todos sustentando na missão de testemunhar o Evangelho. É pelo Espírito Santo que Jesus continua presente e atuante na Sua Igreja.’

‘É este o mistério do Pentecostes: o Espírito Santo ilumina o espírito humano e, revelando Cristo crucificado e ressuscitado, indica o caminho para se tornar mais semelhantes a Ele, isto é, ser “expressão e instrumento do amor que d’Ele promana” (Deus caritas est 33). Reunida com Maria, como na sua origem, a Igreja hoje reza: “Veni Sancte Spiritus! Vem, Espírito Santo, enche os corações dos teus fiéis e acende neles o fogo do teu amor!”‘ Trecho da homilia de Bento XVI em 04/06/06

Veja também outros vídeos de monsenhor Jonas Abib e padre José Augusto sobre esse tema:

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo