Espiritualidade Nossa Missão é Evangelizar

Fomos curados pelo sangue de Cristo

Monsenhor Jonas Abib explica que a humanidade é curada e santificada pelo sangue de Cristo

Que por Tuas chagas, Senhor, eu seja agora profundamente curado no meu espírito, na minha alma e no meu corpo!”. Com este pedido, o fundador da Comunidade Canção Nova, monsenhor Jonas Abib, dá início à pregação “O sangue de Jesus nos cura”, cuja reexibição será nesta sexta-feira, 24, às 12 horas, durante o programa “Nossa Missão é Evangelizar”.

Em sua reflexão, o sacerdote destaca que o sangue de Cristo é fonte de cura para toda e qualquer enfermidade ou situação.

Somente o Teu sangue, Senhor, é que me faz caminhar nos caminhos da santidade”, proclama o padre.

Assista ao trecho da pregação deste grande homem de Deus, que, além de fundador desta obra, é escritor, pregador, cantor e autor de muitas músicas católicas:

Segunda-feira (20/04)
03h30: Curados pelo poder do Espírito Santo – Reinaldo Reis
05h00: O perdão é a melhor decisão – padre Reginaldo Manzotti
07h30: Recorrer a Jesus na Eucaristia – padre José Augusto
12h00: Arrependei-vos – Monsenhor Jonas Abib

Terça-feira (21/04)
03h30: Combate como cordeiro obediente – padre Roger Luís
05h00: Agora é hora da conversão – Lúcio Domício
07h30: Reconhecer Jesus ao partir o Pão – padre Reinaldo
13h00: Renovados pelo fogo de Pentecostes – Monsenhor Jonas Abib
15h30: Devoção de esperança – Eliana Sá

Quarta-feira (22/04)
05h00: Confiança na Misericórdia de Deus – padre Toninho

Quinta-feira (23/04)
03h30: A cura na Igreja – Roberto Tannus
05h00: Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos – Márcio Pereira
07h30: Vinde e comei – padre José Augusto

Sexta-feira (24/04)
05h00: Família e Mistério de Deus – padre Fabrício
07h30: Encontramos o Messias – padre Anderson Marçal
12h00: O sangue de Jesus nos cura – Monsenhor Jonas Abib
15h30 : Confiei no seu amor e voltei – Eugênio Jorge
23h30: Senhor, ensina-nos a orar – Luzia Santiago

Domingo (26/04)
23h00: O desafio de permanecer na aliança – padre Fabrício

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo