Espiritualidade Kairós

Kairós busca resgatar fiéis da depressão

A depressão é uma das enfermidades mais comuns da atualidade, por isso a TV Canção Nova exibe no domingo, 23, um kairós com tema: “O teu amor jamais me abandonará”. Um dia todo de oração e louvor para a cura desta doença com o poder da fé e a conscientização da necessidade do acompanhamento profissional.

Diante das angústias e tribulações que sentimos é importante sempre nos lembrarmos de que nunca estamos sozinhos, porque ao nosso lado temos um Deus que nos ama e olha por cada um dos Seus filhos de maneira especial. E é esse o objetivo desse evento: proporcionar aos fiéis momentos de intercessão e adoração e conhecimento pessoal para que saibam como lidar, enfrentar e superar essa doença com a ajuda médica e espiritual.

O encontro contará com a presença de doutor Roque Saviolli, que ministrará as duas pregações da manhã, às 8h25 e às 10h10; e do diácono Nelsinho Corrêa que vai pregar baseado no tema do evento (“O teu amor jamais me abandonará”) na tarde de domingo, às 14 horas. Padre Wagner Ferreira celebrará a Santa Missa de encerramento das atividades do dia às 16 horas.

Dr Roque Savioli

Dr. Roque Savioli durante em pregação na Canção Nova (Foto: Arquivo CN)

“Se a gente não tem um sentido na vida a coisa fica complicada. O índice de depressão é muito grande com pessoas que não têm fé. Para que você acha que Deus permite tudo isso? É para você olhar para dentro de si e ver o que está errado”,  ressalta o dr. Roque.

Confira a programação do evento, que você poderá acompanhar pela TV ao vivo:

08h25 – Pregação dr. Roque Savioli: “O temor a Deus é o começo de seu amor” (Eclo 25, 16).
10h10 – Pregação dr. Roque Savioli: “Amo-te com eterno amor, e por isso a ti estendi o meu favor” (Jr 31, 3).
14h20 – Pregação diácono Nelsinho Corrêa: “O teu amor jamais me abandonará”.
16h00 – Santa Missa com padre Wagner Ferreira.

Leia mais sobre a depressão:

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo