Jornalismo Igreja no Brasil

Beatificação de Dom Hélder Câmara é aprovada

Programa destaca notícias da Igreja no Brasil e apresenta a aprovação da beatificação de Dom Hélder Câmara.

O programa da TVCN, que traz ao público novidades e informações sobre a “Igreja no Brasil”, na edição deste domingo, 17 de maio, destacou a aprovação e a abertura da fase diocesana do processo para a beatificação e canonização de Dom Hélder Câmara.

Iniciada oficialmente, no dia 3, com a celebração da Santa Missa presidida pelo arcebispo de Olinda e Recife (PE), Dom Fernando Saburido, na catedral do Santíssimo Salvador do Mundo, em Olinda, a ação foi encaminhada à Congregação para a Causa dos Santos para compêndio dos relatos e estudos realizados pela comissão jurídica. Assim que essa etapa for aprovada, o Sumo Pontífice concederá a Dom Hélder Câmara o título de “venerável servo do Deus”.

O passo seguinte será o da beatificação. Ser beato, ou bem-aventurado, significa representar um modelo de vida para a comunidade e, além disso, ter a capacidade de agir como intermediário entre os cristãos e Deus. Depois disso, será preciso passar por mais uma fase: a canonização. Para alguém ser proclamado santo é imprescindível a comprovação de um milagre, que deve ocorrer após sua nomeação como beato.

Esta e outras reportagens você assiste no vídeo:

Dom Hélder Câmara

Foi Dom Hélder Câmara que teve a iniciativa e levou adiante a ideia de constituir uma entidade que congregasse oficialmente os bispos da Igreja Católica no Brasil, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Ele nasceu em 7 de fevereiro de 1909, em Fortaleza (CE), em uma família de doze irmãos. Após ingressar ainda muito jovem no seminário, foi ordenado sacerdote aos 22 anos. Conhecido por sua bondade e empenho em favor dos mais humildes, passou a ser chamado de o “Dom da Paz” e recebeu diversos prêmios pelo trabalho desenvolvido em defesa dos direitos humanos e por quatro vezes foi indicado ao Prêmio Nobel da Paz.

Dom Saburdio lembra que Dom Hélder era conhecido no mundo todo por se “confundir” com os miseráveis, “estava sempre próximo às pessoas, defendendo a causa dos injustiçados. Ele era alguém que sabia construir um mundo novo, mais fraterno”.

Uma vida dedicada ao bem da Igreja e do próximo, sobretudo aos pobres, Dom Hélder Câmara faleceu em 27 de agosto de 1999, aos 90 anos, na casa em que residia em Recife, como arcebispo emérito de Olinda e Recife.

Fonte:CNBB

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo