Educativo Escola da Fé

Escritor norte-americano fala, com exclusividade, ao site da TV Canção Nova

Tom Peterson conversa com a equipe do site da TV Canção Nova e fala sobre seu livro e seu processo de conversão.

Letícia Barbosa
Da Redação

Nesta quinta-feira, 15, o programa “Escola da Fé” contou com uma participação internacional. Apresentada pelo professor Felipe Aquino, a atração recebeu o escritor norte-americano Tom Peterson – autor do livro “Católicos, voltem para Casa” (Catholics, come home) – obra que convida católicos, praticantes ou não, a se aprofundarem na fé cristã, a se aproximarem mais de Jesus e a voltarem para a Igreja.

.: Adquira o livro “Católicos, voltem para Casa” clicando aqui.

Antes de participar do programa, Tom concedeu uma entrevista exclusiva ao site da TV Canção Nova. Espiritualidade e evangelização com a ajuda dos meios de comunicação foram temas abordados durante a conversa.

Tom Peterson

“Precisamos de muitos evangelizadores lá fora guiando as pessoas para a Igreja”, disse Tom Peterson – Foto: Letícia Barbosa

Logo no início do bate-papo, o escritor, que também é publicitário, revelou que sempre buscou êxito profissional. E que, apesar de ter nascido em berço católico, durante muitos anos não se importava com a vivência de uma profunda espiritualidade.

“Eu fui a um retiro para homens casados quando tinha 35 anos. Precisava desse retiro porque estava me preocupando demais com o trabalho, com ganhar dinheiro, focando em mim mesmo. Alguns amigos me convidaram para ir a esse encontro, que mudou minha vida”, destacou o missionário norte-americano.

Tom Peterson movimentou os Estados Unidos nos últimos dez anos com a campanha “Catholics, come home”, utilizando diferentes meios de comunicação – como canais de televisão e as páginas na internet – para espalhar a Boa Nova. Quando questionado sobre o início da campanha, o escritor revelou que a inspiração do projeto se deu a partir de um chamado de Deus.

“Após a experiência de conversão eu rezei para Deus e perguntei o que Ele queria que eu fizesse com minha vida. Como estava muito feliz Ele me chamou a começar uma nova evangelização produzindo comerciais de televisão para ajudar as pessoas a voltarem para a Igreja e conhecerem melhor Jesus”, explicou o entrevistado, que já auxiliou mais de 200 mil pessoas nos Estados Unidos, entre ateus, ex-católicos e católicos não praticantes, a voltarem a professar a fé católica.

Ao falar sobre seu livro, Tom destacou que as mais de 100 páginas possuem ‘‘extraordinárias histórias’’ de pessoas que retornaram ao seio da Igreja Católica, além de auxiliarem também outras durante o processo de volta. E ressaltou que o objetivo principal da obra é guiá-las ao céu e ensiná-las a se sentirem mais confortáveis ao compartilharem a fé em Jesus Cristo.

Entrevista Tom Peterson

Tom Peterson em entrevista – Foto: Alexon Pereira

Nós temos medo de fazer isso [anunciar a Boa Nova]. Nós achamos não sabemos como fazê-lo, achamos que vamos ofender as pessoas. Nesse livro, há muitas histórias, histórias maravilhosas de pessoas que voltaram para casa [Igreja] e conselhos muito bons sobre como ajudar pessoas a voltarem para casa. É uma obra que todos nós precisamos ler”, frisou o escritor.

Assim como a Canção Nova, Tom Peterson realiza um trabalho de evangelização com a ajuda dos meios de comunicação. Para ele, é de extrema importância que a mensagem de Cristo seja propagada a todos.

“É vital, Jesus deveria estar nas mídias sociais, na TV e nos pede que façamos o mesmo. São João Paulo II disse para fazermos o mesmo, para usarmos uma nova mensagem, com um novo entusiasmo e uma nova evangelização para ajudar mais pessoas a voltarem para Jesus”, aconselhou o entrevistado.

Sobre a missão da Comunidade Canção Nova, Tom disse ser um trabalho “maravilhoso” na vida das pessoas.

“Eu acho que a missão de vocês é maravilhosa. Vocês transformam a vida das pessoas, pois são dóceis ao Espírito Santo. E veja os bons frutos que isso dá! Deus abençoe você, a Canção Nova e o sacerdote [monsenhor Jonas Abib] que começou tudo isso!”, exclamou Tom.

O escritor norte-americano finalizou seu testemunho afirmando que seu coração “se enche de alegria” ao ver que seu trabalho auxilia os fiéis a voltarem a professar a fé católica.

“Eu quero fazer o que o Espírito Santo me pede para fazer. Ajudar mais pessoas a voltarem para casa [Igreja], espalhar essa mensagem mais frequentemente, assim mais católicos lerão o livro e poderão ajudar outras pessoas. Precisamos de muitos evangelizadores lá fora guiando as pessoas para casa”, concluiu o escritor e idealizador dessa campanha que tem feito uma verdadeira revolução na Igreja Católica dos Estados Unidos.

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo