Jornalismo Documentários

Beato Pier Giorgio Frassati, patrono dos jovens

Em virtude da data de aniversário do beato, que foi declarado o “patrono dos jovens” por seu testemunho de fé, alegria e santidade, a TV Canção Nova transmite neste domingo, 6 de abril, às 18 horas, o documentário do Beato Pier Giorgio Frassati, jovem leigo, significativamente popular nas décadas seguintes à sua morte, devido ao testemunho de amor aos pobres e à Igreja e de luta contra o pecado, a corrupção e a desigualdade social.

Nunca esqueça que mesmo sendo a casa miserável, você está se aproximando de Cristo. Em meio aos doentes e desafortunados, vejo uma luz peculiar, uma luz que não temos”, disse Pier Giorgio a um amigo ao se referir aos pobres, nos quais via a Cristo.

piergiorgioPier Giorgio Frassati nasceu nos arredores de Turim (Itália) em 6 de abril de 1901, numa família rica: seu pai era embaixador da Itália na Alemanha, e diretor e proprietário do jornal La Stampa; a mãe era pintora. Foi educado num colégio de jesuítas e dedicou-se, desde muito novo, a várias obras sociais, de caridade e religiosas. Faleceu no dia 4 de julho de 1925 vítima de poliomelite, com apenas 24 anos, na véspera de concluir o curso de Engenharia Industrial Mecânica na Escola Real Politécnica. Pretendia dedicar-se integralmente aos mineiros devido às más condições a que eram submetidos.

Conheça mais sobre a vida e o testemunho de santidade do beato italiano:

O jovem italiano foi beatificado por João Paulo II em 1990, o qual, ao assistir muitos jovens e membros da Ação Católica, dirigiu-lhes, no fim da cerimônia, as seguintes palavras:

“Caros jovens, convido-vos a imitar o exemplo do novo beato. Sabei também vós recolher-vos muitas vezes na oração e na meditação, com a Mãe do Redentor, para revigorardes a vossa fé e inspirardes no modelo de vida de Maria Santíssima o vosso serviço a Cristo e à Igreja.”

“Nós católicos, e principalmente nós estudantes temos um grande dever a cumprir: a formação de nós mesmos. Nós, que por graça de Deus somos católicos, não devemos esbanjar os melhores anos da nossa vida, como infelizmente fazem tantos jovens, que se preocupam de gozar daqueles bens que não trazem algum bem, mas que comportam como fruto a imoralidade da nossa sociedade moderna. Devemos forjar o nosso carácter para estar prontos a sustentar as lutas que certamente devemos travar.” (Trecho extraído dos escritos de Pier Giorgio Frassati).

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo