Espiritualidade Discípulos e Missionários

Dom Odilo comenta importância histórica do Concílio Vaticano II

Programa “Discípulos e Missionários” destaca uma das assembleias que marcou a doutrina católica: o Concílio Vaticano II.

Com início em 1962 e término em 1965, o Concílio Vaticano II trouxe profundas mudanças na Igreja Católica. A partir dele, as Missas deixaram de ser celebradas em latim, o presidente da celebração já não conduzia os ritos de costas para o povo, a Igreja passou a estabelecer diálogo com o mundo moderno, entre outras alterações. Em contagem regressiva para a comemoração do jubileu do Concílio Vaticano II que acontecerá em 2015, o programa “Discípulos e Missionários” desta última terça-feira 11, abordou essa assembleia.

O apresentador e Cardeal de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer, destacou a importância dos católicos conhecerem profundamente as transformações geradas pelo concílio. Segundo ele, essa é a reunião máxima da Igreja a qual o Santo Padre reúne bispos do mundo inteiro para discutir questões importantes da fé católica.

“Uma grande intenção do Concílio [Vaticano II] foi que a Igreja passou a se relacionar de modo novo a sociedade. Não que ela não possuía diálogo, mas como dizia o Papa João XXIII no início do Concílio, os tempos eram novos”, explicou o apresentador.

O sacerdote também adiantou que a campanha da fraternidade de 2015 terá relação com o Concílio, tendo como tema: “Fraternidade, Igreja e sociedade”.

Veja também:

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo