Espiritualidade A Bíblia no meu Dia a Dia

A Bíblia no meu dia a dia - Marcos 12, 1-27 - 30/03/2016

Faça o estudo da Palavra de Marcos 12, 1-27

Rogerinha, apresentadora do programa ‘A Bíblia no meu dia a dia’, refletiu a Palavra de Marcos 12, 1-27, no dia 30 de março de 2016, quarta-feira.

Adquira o programa!
Você pode ter acesso ao conteúdo completo da TV Canção Nova. Acesse cancaonova.com/play!

Ajuda a Canção Nova na missão de evangelizar e transmitir a Boa Nova aos lares de pessoas do mundo inteiro! Seja um sócio evangelizador e ingresse nessa missão também!

Faça a reflexão da Palavra de Marcos 12, 1-27.

1.E começou a falar-lhes em parábolas. Um homem plantou uma vinha, cercou-a com uma sebe, cavou nela um lagar, edificou uma torre, arrendou-a a vinhateiros e ausentou-se daquela terra.

2.A seu tempo enviou aos vinhateiros um servo, para receber deles uma parte do produto da vinha.

3.Ora, eles prenderam-no, feriram-no e reenviaram-no de mãos vazias.

4.Enviou-lhes de novo outro servo; também este feriram na cabeça e o cobriram de afrontas.

5.O senhor enviou-lhes ainda um terceiro, mas o mataram. E enviou outros mais, dos quais feriram uns e mataram outros.

6.Restava-lhe ainda seu filho único, a quem muito amava. Enviou-o também por último a ir ter com eles, dizendo: Terão respeito a meu filho!…

7.Os vinhateiros, porém, disseram uns aos outros: Este é o herdeiro! Vinde, matemo-lo e será nossa a herança!

8.Agarrando-o, mataram-no e lançaram-no fora da vinha.

9.Que fará, pois, o senhor da vinha? Virá e exterminará os vinhateiros e dará a vinha a outro.

10.Nunca lestes estas palavras da Escritura: A pedra que os construtores rejeitaram veio a tornar-se pedra angular.

11.Isto é obra do Senhor, e ela é admirável aos nossos olhos (Sal 117,22s)?

12.Procuravam prendê-lo, mas temiam o povo; porque tinham entendido que a respeito deles dissera esta parábola. E deixando-o, retiraram-se.

13.Enviaram-lhe alguns fariseus e herodianos, para que o apanhassem em alguma palavra.

14.Aproximaram-se dele e disseram-lhe: Mestre, sabemos que és sincero e que não lisonjeias a ninguém; porque não olhas para as aparências dos homens, mas ensinas o caminho de Deus segundo a verdade. É permitido que se pague o imposto a César ou não? Devemos ou não pagá-lo?

15.Conhecendo-lhes a hipocrisia, respondeu-lhes Jesus: Por que me quereis armar um laço? Mostrai-me um denário.

16.Apresentaram-lho. E ele perguntou-lhes: De quem é esta imagem e a inscrição? De César, responderam-lhe.

17.Jesus então lhes replicou. Dai, pois, a César o que é de César e a Deus o que é de Deus. E admiravam-se dele.

18.Ora, vieram ter com ele os saduceus, que afirmam não haver ressurreição, e perguntaram-lhe:

19.Mestre, Moisés prescreveu-nos: Se morrer o irmão de alguém, e deixar mulher sem filhos, seu irmão despo-se a viúva e suscite posteridade a seu irmão.

20.Ora, havia sete irmãos; o primeiro casou e morreu sem deixar descendência.

21.Então o segundo desposou a viúva, e morreu sem deixar posteridade. Do mesmo modo o terceiro.

22.E assim tomaram-na os sete, e não deixaram filhos. Por último, morreu também a mulher.

23.Na ressurreição, a quem destes pertencerá a mulher? Pois os sete a tiveram por mulher.

24.Jesus respondeu-lhes: Errais, não compreendendo as Escrituras nem o poder de Deus.

25.Na ressurreição dos mortos, os homens não tomarão mulheres, nem as mulheres, maridos, mas serão como os anjos nos céus.

26.Mas quanto à ressurreição dos mortos, não lestes no livro de Moisés como Deus lhe falou da sarça, dizendo: Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó (Êx 3, 6)?

27.Ele não é Deus de mortos, senão de vivos. Portanto, estais muito errados.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo