Espiritualidade A Bíblia no meu Dia a Dia

A Bíblia no meu dia a dia - Mateus 26,36-56 - 02/03/2017

Faça o estudo da Palavra de Mateus 26,36-56

Quinta-feira, 2, foi refletida no programa ‘A Bíblia no meu dia a dia’ a Palavra de Mateus 26,36-56 por Nelsinho Corrêa.

Confira o vídeo abaixo:

Adquira o programa!

Você pode ter acesso ao conteúdo completo da TV Canção Nova. Acesse cancaonova.com/play!

Ajuda a Canção Nova na missão de evangelizar e transmitir a Boa Nova aos lares de pessoas do mundo inteiro! Seja um sócio evangelizador e ingresse nessa missão também!

Faça a reflexão da Palavra de Mateus 26,36-56:

36.Retirou-se Jesus com eles para um lugar chamado Getsêmani e disse-lhes: Assentai-vos aqui, enquanto eu vou ali orar.

37.E, tomando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se.

38.Disse-lhes, então: Minha alma está triste até a morte. Ficai aqui e vigiai comigo.

39.Adiantou-se um pouco e, prostrando-se com a face por terra, assim rezou: Meu Pai, se é possível, afasta de mim este cálice! Todavia não se faça o que eu quero, mas sim o que tu queres.

40.Foi ter então com os discípulos e os encontrou dormindo. E disse a Pedro: Então não pudestes vigiar uma hora comigo…

41.Vigiai e orai para que não entreis em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca.

42.Afastou-se pela segunda vez e orou, dizendo: Meu Pai, se não é possível que este cálice passe sem que eu o beba, faça-se a tua vontade!

43.Voltou ainda e os encontrou novamente dormindo, porque seus olhos estavam pesados.

44.Deixou-os e foi orar pela terceira vez, dizendo as mesmas palavras.

45.Voltou então para os seus discípulos e disse-lhes: Dormi agora e repousai! Chegou a hora: o Filho do Homem vai ser entregue nas mãos dos pecadores…

46.Levantai-vos, vamos! Aquele que me trai está perto daqui.

47.Jesus ainda falava, quando veio Judas, um dos Doze, e com ele uma multidão de gente armada de espadas e cacetes, enviada pelos príncipes dos sacerdotes e pelos anciãos do povo.

48.O traidor combinara com eles este sinal: Aquele que eu beijar, é ele. Prendei-o!

49.Aproximou-se imediatamente de Jesus e disse: Salve, Mestre. E beijou-o.

50.Disse-lhe Jesus: É, então, para isso que vens aqui? Em seguida, adiantaram-se eles e lançaram mão em Jesus para prendê-lo.

51.Mas um dos companheiros de Jesus desembainhou a espada e feriu um servo do sumo sacerdote, decepando-lhe a orelha.

52.Jesus, no entanto, lhe disse: Embainha tua espada, porque todos aqueles que usarem da espada, pela espada morrerão.

53.Crês tu que não posso invocar meu Pai e ele não me enviaria imediatamente mais de doze legiões de anjos?

54.Mas como se cumpririam então as Escrituras, segundo as quais é preciso que seja assim?

55.Depois, voltando-se para a turba, falou: Saístes armados de espadas e porretes para prender-me, como se eu fosse um malfeitor. Entretanto, todos os dias estava eu sentado entre vós ensinando no templo e não me prendestes.

56.Mas tudo isto aconteceu porque era necessário que se cumprissem os oráculos dos profetas. Então os discípulos o abandonaram e fugiram.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

comentários

↑ topo